“MBA da BSP e FGV estão entre os melhores da América Latina

Empresas latino-americanas ainda preferem contratar profissionais com MBAs de programas da América do Norte e Europa

por Camila Lam

Brasileiras entre as Top 10

A Pontificia Universidad Católica de Chile oferece o melhor MBA da América Latina segundo relatório da QS Global 200 Business Schools Report. A Business School São Paulo (BSP) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) estão entre as dez melhores escolas negócios latino-americanas.

O ranking foi elaborado de acordo com a opinião de empregadores, que identificaram as escolas em que eles preferem contratar profissionais. E, de acordo com o relatório, os empregadores da América Latina ainda preferem contratar profissionais com MBAs de programas da América do Norte e Europa.

A pesquisa foi conduzida entre março e julho deste ano; 12.100 empregadores participaram e destes 2.140 estavam recrutando MBAs.

Confira abaixo os top 3 das escolas de negócio por região e nas páginas seguintes as melhores da América Latina:

Pontificia Universidad Católica de Chile

Para ingressar na escola a média da nota do GMAT necessária é de 500 pontos. A instituição foi fundada em 1888 e tem o atual presidente chileno Sebastián Piñera na lista de ex-alunos.

O programa de MBA da instituição tem 10% de estudantes do sexo feminino e a mesma taxa de estudantes estrangeiros. A média salarial anual após o curso é de 55 mil dólares.

Posição 2011: 1

Posição 2010: 8

Business School São Paulo (BSP)

O curso de MBA da BSP foca em liderança e melhoria do currículo dos executivos e a proporção de seus estudantes estrangeiros é de 40%.

A escola também promove workshops. De acordo com a QS, a média salarial após o curso é de 68 mil dólares.

Posição 2011: 2

Posição 2010: 3

 

Fundação Getúlio Vargas

Outra brasileira a entrar no ranking, o programa de MBA da FGV sobe três posições em relação ao ano passado devido a boa situação econômica do país. A escola também aparece no ranking do jornal Financial Times, na 26ª posição.

O programa OneMBA, parceria da FGV com a The Chinese University of Hong Kong (China), a RSM Erasmus University (Holanda), a Tecnológico de Monterrey (México) e a The University of North Carolina at Chapel Hill (EUA), tem duração de 21 meses.

Posição 2011: 3

Posição 2010: 6

Universidad de Chile

Para ingressar no MBA na universidade mais antiga do país, a média do GMAT é de 550 pontos.

Curiosamente, 60% dos estudantes são do sexo feminino. O programa tem a estrutura definida em três assuntos principais: gestão de negócios, competências de gestão e tecnologias de apoio à gestão estratégica.

Posição 2011: 4

Posição 2010: 10

EGADE – Tecnologico de Monterrey, Campus Monterrey

A escola está localizada no México, tem 300 professores e estudantes de mais de 30 nacionalidades, de acordo com a QS, a proporção de estudantes internacionais chega a 70%.

De acordo com a QS, a média do custo é de 45 mil dólares e o salário médio inicial de um ex-aluno é de 50 mil dólares.

Posição 2011: 5

Posição 2010: 4

IAE Business School, Universidad Austral

Localizada na Argentina, para participar do MBA da Universidad Austral é preciso tirar 646 pontos no GMAT.

No programa full time, a proporção de mulheres é de 50% e a de estudantes estrangeiros de 60%.

Posição 2011: 6

Posição 2010: 7

INCAE Business School

A única representante da Costa Rica, o MBA da INCAE aparece no ranking da QS desde 2009. O programa tem duração de 21 meses e a idade média dos estudantes é de 26 anos.

A média salarial após a conclusão do curso é de 28 mil dólares.

Posição 2011: 7

Posição 2010: 5

Instituto Tecnológico Autónomo de México (ITAM)

De acordo com o relatório, as posições dos programas de MBAs mexicanos caíram drasticamente do ano passado para cá devido aos empregadores, este ano, preferirem recrutar de escolas do Chile ou do Brasil.

Para ingressar no ITAM é preciso média de 580 pontos no GMAT e o programa tem duração de 24 meses.

Posição 2011: 8

Posição 2010: 2

ESAN, Escuela de Administración de Negocios para Graduados

Localizada no Peru e com a proporção de estudantes estrangeiros de 10%, o programa full time da escola exige média de 500 pontos no GMAT.

A escola foi fundada pela Universidade de Standford em 1963.

Posição 2011: 9

Posição 2010: 9

IPADE Business School, Universidad Panamericana

Fundada em 1967, é preciso uma média de 630 pontos no GMAT para participar do programa do IPADE.

A média salarial de um ex-aluno é de 56 mil dólares.

Posição 2011: 10

Posição 2010: 1″

Fonte: Exame.com, 06 de dezembro de 2011.

Link da matéria: http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/mba-da-bsp-e-fgv-estao-entre-os-melhores-da-america-latina?p=1#link